CRÓNICAS MY GREEN SOUL PESSOAL

Uma Semente de Abacate como Lembrete para Manter a Esperança

9 de Abril, 2021

Há imensas coisas que eu posso dizer sobre plantas. Que elas são lindas, majestosas, maravilhosas. Ou seja, toda uma panóplia de elogios que, certamente, me denunciariam como sendo uma amante de plantas. Também já publiquei razões pelas quais devemos ter plantas em casa. E, se não estou no erro, devo ter mencionado algo como lições de vida. Exatamente como leste.

Plantas são grandes mestres, junto de toda a Mãe Natureza. Nós, da espécie humana, inegavelmente fazemos parte de toda a sua sabedoria. Contudo, muitos andam distraídos. Diria, até, um tanto despreocupados com as suas realidades e de como elas impactam os demais. Alienados seria a palavra mais acertada. Mas não é disso que quero falar…

Quero frisar, uma vez mais, o quão incrível tem sido conectar-me comigo mesma e, por consequência, com as plantas que cá habitam em casa.

Ontem, ao almoçar, olhei para o lado e encarei, de olhos semicerrados, um galho que me pareceu estranho. Nunca o tinha visto naquele vaso, logo, os alertas sondaram na minha mente. O que viria a ser aquilo? Larguei os talheres, como seria de esperar, e aproximei-me da bancada. Não quis acreditar no que os meus olhos fitavam: finalmente, a semente de abacate que há muito jaz sobre aquela terra despontou… E, dela, começou a subir um ramo que se assemelha aos das batatas doce, quando ficam esquecidas nas cestas da despensa.

Ali, portanto, senti-me rejuvenescida. Rejuvenescida no sentido de esperança. Há uma situação em particular na minha vida que me anda a abalar. Acrescentaria, igualmente, que se trata de um detalhe que me tem colocado à prova. Acordei com as emoções à flor da pele, tendo chorado um pouco. Fiz as minhas reflexões, dei continuidade ao que restava da fatia da manhã e, sem querer querendo, fui agraciada. Agraciada com uma chamada de atenção do Universo.

Sou a louca dos sinais, se ainda não te apercebeste disso. Presto atenção a muita coisa, coisas que, sem dúvida, não dizem nada a quase mais ninguém. Todavia, a mim dizem bastante.

Interiorizei a mensagem, remoí um pouco nela e desliguei… Até ao momento da semente de abacate. Esta semente relembrou-me de como tudo na minha vida demanda paciência, calma, ponderação. Que não me devo, de maneira alguma, vacilar e culpar-me em demasia. O que me tem faltado, então, é acreditar enquanto levo adiante a minha vida… E que tem consistido em escolher-me, às minhas dores, ao meu potencial e à minha saúde mental.

Pela primeira vez em 22 anos, só quero saber de mim e de como me sinto. Por enquanto, não me quero doar tanto quanto costumava aos outros. Porque descobri que a consequência é 1) não saber discernir com quem realmente contar; 2) criar dependências emocionais; 3) magoar-me, vezes sem conta. Desse modo, decidi mergulhar em quem realmente interessa e que detém o poder de mudar: Eu!

Tendo em conta que fazer terapia é uma imersão total e que essa dedicação demanda imensa energia, tenho olhado muito por mim.

Como tal, o facto de não me doar aos outros leva-me a questionar se eles compreenderão o meu afastamento. Se, eventualmente, teremos a oportunidade de nos re-conectarmos. Quando grande parte destas emoções forem por mim compreendidas e deixadas para trás.

Consoante o tempo passa, tem-se tornado bastante claro a importância de me cuidar. E esse cuidado, às vezes, consiste em acreditar. Pois, acreditando, eu abranjo muito mais do que está no meu controlo e que me impacta, também, no dia-a-dia. Assim sendo, e não obstante os desafios, escolho confiar.

Sim, confiar que as minhas regas, o meu cuidado, a minha paciência farão brotar detalhes coloridos no meu jardim. E que dará tudo certo! ♥
  • Reply
    Tim
    11 de Abril, 2021 at 19:17

    O meu irmão está numa fase de plantas e o abacate é a sua recente aquisição

    • Reply
      Carolayne
      11 de Abril, 2021 at 19:19

      Que fase lindaaa *-*
      Well, ele que fique sabendo que vai resultar!!! hehe 💛

  • Reply
    As Voltas que a Vida Dá e os Roteiros que se Refazem | imperium blog
    6 de Maio, 2021 at 9:09

    […] Cansei-me de muita coisa, de algumas pessoas, de certos padrões… Logo, ter de acrescentar mais um drenante de energias seria impensável. O planeta continuou a girar e, por consequência de certas experiencias passadas, fui brindada com oportunidades douradas. Oportunidades essas que, até ao momento, me têm alimentado a esperança. […]

O que pensas sobre o assunto? Gostaria de ler a tua opinião! ♥

%d bloggers like this: