Sem categoria

OS MEUS LOCAIS E HÁBITOS DE LEITURA

6 de Maio, 2018
Sempre que me indago acerca deste assunto, não chego a conclusão alguma. Na verdade, não tenho um local específico de leitura. Desde que eu esteja confortável e ninguém me interrompa, já me dou por feliz na companhia do meu livro. Contudo, dou primazia a certas zonas consoante as horas em que estou a ler, de maneira a associar o ambiente real com o fantasioso. Por exemplo, por volta das três da tarde no horário de verão, mais ou menos, um sol maravilhoso se ergue sobre a cozinha, preenchendo-a de luz natural e cativante, o que por vezes me leva a acomodar-me numa das cadeiras à mesa, as pernas encolhidas e os pássaros a cantarem lá fora, enquanto desfruto da história. Ou até mesmo no quarto, quando estou na pausa dos estudos ou na pura preguiça, estico as pernas na secretária, fixo o livro entre elas e sou capaz de permanecer assim por horas!
Ao longo do Inverno, aconchego-me no sofá do quarto dos meus pais, qual cenário hygge que qualquer um desejaria! É raro sentar-me na sala e ler, ainda para mais sendo um dos locais mais frios da casa, ao longo do Inverno! Como podem observar, dentro de casa arranjo sempre maneira de me refugiar nas leituras. Já na rua, a história não muda assim tanto. Desde que eu tenha onde me sentar, um clima confortável e zero afazeres, sou uma Lyne pacífica. Recentemente, apercebi-me de que se eu for muito cuidadosa com os meus movimentos no carro e nos transportes público, sou bem capaz de me entreter sem enjoar! Só boas notícias!
Já em relação aos hábitos, peco imenso por me perder no meio deles. Por muitas vezes, tento implementar a leitura no dia-a-dia, falhando repetidamente, pois, ou estou demasiado cansada ou não me apetece… E quando calha devorar cento e tal páginas num curto período de tempo, questiono-me do porquê de não o fazer mais vezes. Vai-se lá entender! Ultimamente, porém, uma necessidade exuberante de me desligar da realidade tem-me levado a ler mais vezes antes de dormir, extrapolando os limites e roubando minutos de sono aos horários. Quando dou por mim, estou há duas horas a ler sem parar, qual página mais viciante do que a outra!
Algo que é sempre fixo e não muda é a minha ingestão de chás aquando da leitura. Por vezes, vario entre o chá e o cappuccino, apesar de ser raro beber este último. Gosto, particularmente, de acender uma vela, seja de dia ou de noite; ligar as luzes da cabeceira da cama no lugar do candeeiro e me divertir! Há dias, também, em que oiço instrumentais, lofi hip hop ou jazz, variando conforme os dias, o apetite e o humor. Tanto posso estar para ritmos mais pesados e que me ajudem a concentrar, como para o próprio som da natureza!
Para além disto, gosto imenso de ler a caminho da faculdade, no meu transporte de eleição e que leva vinte e cinco minutos, sempre que não estou com vontade de me encostar e queimar mais uns minutos de sono. Nos intervalos entre as aulas, por vezes na hora do almoço – e dependendo da situação da história e do quão presa estou! -, ou a aguardar por um acontecimento (transportes, no meio de filas, antes de consultas, etc.), ler é uma atividade que maioritariamente requer pelo conteúdo. O local, as horas, como e o porquê são tudo condicionantes que se misturam no tempo e no espaço e que podem ser maleáveis, respeitando o nosso quotidiano. Como muitos dizem, o importante é nunca parar de ler!
Quais os vossos locais e hábitos de leitura? ♥