Explore

amor

Sem categoria

DA SOLITUDE AO SENTIR, E VICE-VERSA

1 de Agosto, 2019

Conservo uma postura bastante severa, no que toca a sentimentos. Eu acho que, independentemente dos acontecimentos passados, nós devemos sempre revelar aquilo que sentimos, da maneira mais simples, relaxada e sincera possível. Sem reservas, nem tão pouco ressentimentos. Apesar de sempre haver a possibilidade de não nos corresponderem, sabem a quem é que fará mal acumular tamanha carga emocional, alimentando-a através dos recursos imaginários da mente? A nós.…

Sem categoria

QUANDO É QUE PARÁMOS DE FALAR DO AMOR?

27 de Julho, 2018

Raramente falo de amor aqui no blogue. Das minhas atrações, das minhas paixões. As desilusões que já colhi não são propriamente a razão para tal, pois, ainda assim, gosto de amar. Já perdi a conta das vezes em que me deixei levar por este sentimento, ainda para mais sendo tão nova e com tão pouca experiência. De qualquer das formas, isso não interessa muito quando conversamos acerca dele……

Sem categoria

ESTOU BEM ASSIM, MAS AO MESMO TEMPO NÃO

7 de Abril, 2018

Por vezes, esqueço-me de como escrever, ao ponto de reler os meus próprios textos. Não sei se é algo comum a quem tem este hábito da escrita, mas a verdade é que eu mesma estranho estas minhas rotinas. Não sei, até certo ponto se torna estranho quando nos colocamos a pensar nos inícios de cada texto e do quão aleatório é o facto de nenhum deles começar da…

Sem categoria

A história de um coração ambíguo

21 de Novembro, 2017

Quero escrever-lhe. Não para que repare na minha presença, mas sim porque sei que me sentirei bem mais leve, após fazê-lo. Já tratei da parte mais importante que consiste na exposição dos meus sentimentos e, por muito paciente que eu deva ser nesta altura das nossas vidas, e por muito que eu evite pensar no assunto, há sempre qualquer coisa… Não é, nem nunca deixará de ser a…

Sem categoria

O amor é…

13 de Fevereiro, 2016

Fonte fotográfica Tumblr Mergulho neste mar de incógnitas do qual muitos exigem uma explicação e indago: mas afinal, o que é o amor? Com a minha experiência de vida, arrisco-me a dizer que o amor é um paradoxo. Tanto pode significar algo que incite o bem, assim como o inverso explícito, a maldade da raça humana. Mas foquemo-nos nas coisas boas… O amor não se encontra, apenas, na…