BOX-OFFICE FILMES SOCIEDADE SUGESTÃO

3 Filmes e Documentários Sobre Questões Raciais

19 de Fevereiro, 2021

Ainda estamos na luta. Na luta pela igualdade, pela informação fidedigna, pelo respeito e empatia. A luta está longe de terminar, contudo, temos diante dos nossos olhos um conjunto de opções, se o nosso desejo for o de combater a ignorância, o preconceito, a discriminação. Para além da leitura e do debate, existem outros meios igualmente confiáveis e que tornam a jornada de pesquisa um tanto prazerosa.

Nunca esquecer de que existem métodos que funcionam melhor ou pior, consoante as nossas personalidades, no entanto, nada como termos isso já bem definido. Estou para escrever sobre estes filmes e documentários há semanas… Os últimos acontecimentos, todavia, levaram de mim o desejo de partilhar o que quer que fosse, não por receio, mas antes por desconhecer ao certo como começar.

Por alguma ação espiritual, decidi que hoje seria tão adequado quanto qualquer outro dia. Não nos basta dar a voz por um movimento humanitário quando nos convém e apenas por estar na moda; o erro está exatamente aí: só nos importarmos quando dá jeito. Estas sugestões servem, portanto, como um lembrete de que existem muitas fontes que nos poderão hidratar de conhecimento e, acima de tudo, consciência.

AMERICAN SON (2019)

FONTE DE IMAGEM: IMDB

Foi um filme que me ficou guardado na memória, assim que a protagonista Kerry Washington o mencionou, numa entrevista. A sua aparição no catálogo da Netflix, num momento tão oportuno, foi a desculpa perfeita para o explorar. Numa esquadra enquanto único cenário, acompanhamos a agonia de uma mãe negra, em plena madrugada, quando se apercebe de que algo poderá estar errado com o desaparecimento do filho.

Tudo poderia ser resolvido, não bastasse, no entanto, ela ser negra e despoletar no polícia que a atende um pressuposto entendimento da situação. Tal conduzindo-o a conclusões um tanto nojentas, desnecessárias e que, infelizmente, nada mais são do que a consequência de uma educação racista em relação a um determinado grupo de pessoas. São-nos apresentadas discussões pertinentes dentro do seio de um casal inter-racial, acerca das consequências de uma educação sem abertura para as origens de um indivíduo, entre tantos outros temas merecedores de atenção.

13TH (2016)

FONTE DE IMAGEM: IMDB

Eis um documentário que me encaminhou para a beira das lágrimas, que me consumiram sem cessar. Foi ali no sofá, e perante imagens que facilmente me levaram a substituir certas figuras por outras que me são familiares – pais, avós, tios -, que me caiu tudo. “Porquê?” é a questão que se me ressoa no espírito, até aos tempos que correm.. E apesar de ter como a responder, o facto de a resposta ser tão simples torna-a um tanto estúpida.

Estúpida no sentido de não caber em mim, e em qualquer outro indivíduo decente, o conceito de discriminação para com um outro ser humano, somente pelas suas diferenças. Somente pelos estereótipos que se arrastam por séculos. Somente pelas regras que decidiram ser as mais benéficas para um determinado grupo social. É chocante, deveras. Chorei, praguejei, engoli em seco. Mas também reaprendi que me manter calada jamais será solução.

HEY, PRIVILEGE. IT’S ME, CHELSEA. (2019)

FONTE DE IMAGEM: THE COLLEGE VOICE

Outro documentário pertinente e adequado para aqueles que não sabem por onde começar a aplicar a mudança. Basta que confrontemos, diariamente, os nossos privilégios. O inexplicável e que nos apresentam como tal. Basta que encaremos os que nos rodeiam nos olhos e os questionemos, sem qualquer mágoa, rancor, sentido de superioridade, o que é que temos feito de mal e como é que podemos ajudar. Basta que nos importemos e que acordemos, acima de tudo. Sair da zona de conforto.

Se uns o fazem e conseguem progredir, o que é que impede tantos outros de o fazer? Como disse Nelson Mandela, nenhum de nós nasceu a odiar, pois, o ódio é-nos ensinado. Sob esse ponto de vista, o amor também poderá ter o seu papel, portanto, já paraste para cogitar na diferença que faria se essa fosse a base de todas as educações, em redor do mundo? A diferença que faria se nos fosse ensinado de que não existem seres superiores? Não deixem de ver!

Entretanto, conta-me: já viste algum destes filmes/documentários? ♥