BOOK REVIEW \\ “O NOME DO VENTO”, PATRICK ROTHFUSS (*)

Todos os momentos de leitura são terapêuticos, mas há uns quantos que se destacam, essencialmente, pelos géneros literários dos quais mais gostamos e que, tendo correlação com o nosso processo de auto-conhecimento, conseguimos encaixar em alturas muito específicas do nosso dia-a-dia. Sem delongas, aponto já que o meu género literário favorito é a fantasia e não por me ter sido apresentada pela saga Harry Potter. Não, se parte do meu coração pertence a esse mundo vasto e imaginário é devido a Anne Bishop, uma autora da qual já falei imensas vezes pelo blogue. Recentemente, pude regressar aos braços da fantasia através de um calhamaço há muito debaixo da minha vista e que me preencheu por completo!

“O nome do vento” é daqueles clássicos que, mesmo com o passar dos anos, nunca perde o seu encanto e que, acima de tudo, nunca abandona as mentes dos curiosos. Pelo menos, é assim que gosto de pensar. Anos após tê-lo visto na Bertrand e guardado o título na minha mente, consegui a oportunidade de o pedir emprestado à minha bibliotecária pessoal – a mãe de uma grande amiga minha! – e eis que me deixei enamorar! “O nome do vento”, para além de conter todos os elementos de uma fantasia habitual – o elemento mágico, o surrealismo, etc. -, destaca-se, acima de tudo, pelo tratamento humano das personagens, fazendo-nos esquecer que algumas delas foram ensinadas ou nasceram com determinadas inclinações para dominarem as artes da simpatia.

Mais complexo do que alguma vez poderia vir a julgar, este livro é apaixonante por se focar em detalhes muito bem narrados de uma história de vida, de amor, de superação, de luto e persistência! Kvothe, a personagem principal e que carrega uma admirável vasta sabedoria, é encantador pela sua inteligência, delicadeza e força interior, tendo em conta os seus relatos de carácter trágico e pesado. Pelo meio, há situações que conseguem amenizar esse teor mais dramático e o que me fascinou, deveras – e que, na verdade, me fazem gostar ainda mais de determinados livros! -, foi o modo inesperado como toda esta primeira jornada se encerrou! Tendo já disponível o segundo volume desta saga inacabada, farei para o ler com gosto! Se fizer jus ao primeiro contacto estabelecido com esta obra de Patrick Rothfuss – cuja escrita é de invejar!!! -, estarei muito bem entregue!

Conheciam este autor e respectivo livro? ♥

(*) Sendo o IMPERIUM um dos blogues afiliados da Wook [PT], da Bertrand [PT] e do Book Depository [ENG], ao comprarem através do link, estão-me a ajudar com o meu trabalho e eu agradeço-vos, desde já, pela contribuição! Podem ler mais acerca do assunto AQUI!

Deixar uma resposta