BARCELONA: UMA VIAGEM RELÂMPAGO

Estou-me a tornar na pessoa que mais almejei: naquela que, com muito esforço e dedicação, consegue encontrar viagens baratas, criar estratégias de alojamento e financiar as minhas escapadelas para fora da minha zona de conforto. Estes dois últimos anos, em termos de viagens, têm sido bastante agradáveis e positivos, no entanto, apenas esta última é que teve um impacto maior e especial em mim, tendo sido sinónimo da minha conquista financeira e o início de uma rotina que quero levar avante! Não que isso signifique que passarei a viajar todos os meses, mas já estive mais longe de acreditar no facto de poder realizar, pelo menos, uma viagem por ano.

PH: @ANAAASIIILVA

Para que tudo acabe por acontecer, trata-se de uma questão de organização monetária e temporal, assim como de um desejo ardente e que nos inspire a tal. Assim que soube que teria amigos da faculdade a integrar no programa de Erasmus, coloquei na cabeça que teria de visitar, pelo menos, uma das cidades. Visto que eu nunca havia colocado os pés em Espanha, Barcelona foi a que me pareceu mais sensata e não me arrependo da minha decisão! Foram dois dias e meio muito bem aproveitados e vi o suficiente para me sentir tentada a regressar ao país e explorar uma outra cidade, certa de que terá também o seu encanto e as suas particularidades…

PH: @ANAAASIIILVA

Barcelona é uma cidade que se faz muito bem a pé, visto que todas as atrações principais se localizam perto umas das outras e, como o tempo por lá é ameno, facilmente nos deixamos flutuar pelas Ramblas, mercados, becos, etc., sem nos cansarmos demasiado. A população, como um todo, é simpática, jamais me esquecerei dos semblantes alegres de todos os cães com os quais me cruzei e o gasto, no geral, é barato e acessível. A rede de metro parece-me ter sido desenhada com o intuito de facilitar a passagem das pessoas por todos os pontos necessários, facilitando, assim, a vida aos turistas, daí, ser cómodo e rápido visitar Barcelona.

PH: @ANAAASIIILVA

Pelo que me foi dito, tendo lá ficado por cinco dias, eu teria sido capaz de visitar ainda mais coisas e apreender muito mais, porém, viajar de acordo com as possibilidades leva a que tenhamos de encurtar as expectativas e filtrar o que consideramos de mais importante e crucial, muitas vezes adotando um plano de viagem bem organizado ou, fazer como eu, que aprecio deixar-me levar pelo sabor das deambulações! Quente, acolhedora, organizada, Barcelona foi um destino que me permitiu, uma vez mais, descontrair e deixar para trás qualquer ansiedade que habitasse em mim, dando-me forças para tomar decisões e arriscar sem medos.

PH: @ANAAASIIILVA

Viajar, para além de nos permitir amplificar a nossa visão de outras culturas e costumes, para além de nos dar acesso a outras pessoas e modos de estar, é uma chave mestra para o nosso íntimo, principalmente, nos momentos em que estamos sozinhos e temos de nos desenrascar, sem receio de nos perdermos, conversar ou que for. É incrível como num novo lugar, somos capazes de detetar, interiorizar e renovar o nosso conceito de casa, conforme as aventuras se modifiquem. Para mim, por exemplo, casa é o local onde eu me sinta confortável para ser eu mesma, onde eu não me sinta impedida de falar, rir, brincar… Onde eu me sinta abraçada e munida de forças para abrir as asas e voar!

PH: @ANAAASIIILVA

Encontro muito disso em Portugal, quando estou com os meus pais e os meus amigos e, ver-me capacitada para transpor tal sensação numa cidade nova mostra a razão pelo qual é divertido viajar por aí, sem compromissos: a auto-descoberta! Sem dúvida que a aconselho como destino de descanso, exploração e animação! Como já referi, não fui a tempo de me aprofundar na cidade, seja pelos recantos não turísticos, ou mesmo pela vida noturna, mas visto que lá quero regressar, nada como me ir organizando e me deixar entusiasmar pelo planeamento de uma nova escapadinha!

PH: @ANAAASIIILVA

Já visitaram Barcelona? Faz parte dos vossos destinos a descobrir? ♥

Deixar uma resposta